segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Independência do Brasil

Introdução

A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Muitas tentativas anteriores ocorreram e muitas pessoas morreram na luta por este ideal. Podemos citar o caso mais conhecido: Tiradentes. Foi executado pela coroa portuguesa por defender a liberdade de nosso país, durante o processo da Inconfidência Mineira.

Dia do Fico

Em 9 de janeiro de 1822, D. Pedro I recebeu uma carta das cortes de Lisboa, exigindo seu retorno para Portugal. Há tempos os portugueses insistiam nesta idéia, pois pretendiam recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro impedia este ideal. Porém, D. Pedro respondeu negativamente aos chamados de Portugal e proclamou : "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico."

O processo de independência

Após o Dia do Fico, D. Pedro tomou uma série de medidas que desagradaram a metrópole, pois preparavam caminho para a independência do Brasil. D. Pedro convocou uma Assembléia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino. Determinou também que nenhuma lei de Portugal seria colocada em vigor sem o " cumpra-se ", ou seja, sem a sua aprovação. Além disso, o futuro imperador do Brasil, conclamava o povo a lutar pela independência.

O príncipe fez uma rápida viagem à Minas Gerais e a São Paulo para acalmar setores da sociedade que estavam preocupados com os últimos acontecimento, pois acreditavam que tudo isto poderia ocasionar uma desestabilização social. Durante a viagem, D. Pedro recebeu uma nova carta de Portugal que anulava a Assembléia Constituinte e exigia a volta imediata dele para a metrópole..

Estas notícias chegaram as mãos de D. Pedro quando este estava em viagem de Santos para São Paulo. Próximo ao riacho do Ipiranga, levantou a espada e gritou : " Independência ou Morte !". Este fato ocorreu no dia 7 de setembro de 1822 e marcou a Independência do Brasil. No mês de dezembro de 1822, D. Pedro foi declarado imperador do Brasil.

Pós Independência

Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra.

Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual. A elite agrária, que deu suporte D. Pedro I, foi a camada que mais se beneficiou.
http://www.suapesquisa.com/independencia/

sábado, 5 de setembro de 2009

Mes de Agosto

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Feira Pedagógica Abril de 2009

domingo, 30 de agosto de 2009

Trabalhando no sábado, dia 29 de agosto de 2009

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Plataforma Freire, faculdades iniciam matriculas

Os 97.557 professores das redes públicas candidatos a ingresso em cursos de licenciatura neste semestre devem consultar o andamento das suas pré-inscrições a partir de segunda-feira, dia 17. A consulta será na Plataforma Freire, mesmo espaço onde o professor fez o cadastro, escolheu a instituição, indicou o curso que deseja fazer e registrou a senha. Para este semestre estão disponíveis 57.828 vagas de licenciaturas em instituições de ensino superior públicas de 17 estados. Na Plataforma Freire, o professor receberá informação personalizada sobre o andamento da sua inscrição: se foi aceito pela secretaria de educação a que está vinculado, se participará de sorteio feito pela universidade, se a vaga está garantida, se está matriculado no curso. O secretário de Educação a Distância do Ministério da Educação, Carlos Bielschowsky, recomenda que os professores consultem a plataforma para se manterem informados sobre as suas possibilidades. O objetivo é que todo professor selecionado garanta a matrícula. A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por exemplo, anunciou que segunda-feira, 17, chamará os inscritos para fazer a matrícula. Até às 16h50 desta sexta-feira, 14, as secretarias estaduais e municipais de educação informaram ao MEC que validaram e autorizaram a inscrição de 75.696 professores, mas o processo continua aberto. De acordo com o secretário Carlos Bielschowsky, o MEC encaminhará neste domingo, dia 16, as listas dos professores para todas as instituições que abriram vagas. Se uma universidade tem mais candidatos que vagas, o ministério sugere que a seleção seja por sorteio.

fonte: Portal do MEC

quinta-feira, 28 de maio de 2009

ORKUT DO ZENÓBIO
http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=10157609559483479643

2008

GINCANA 2008












2008

DESFILE CÍVICO 2008











2008

CURSO DE GESTÃO QUE ACONTECEU NO C.E. MARECHAL ZENÓBIO DA COSTA EM 2008







segunda-feira, 18 de maio de 2009

2008

PASSEIO AO JARDIM ZOOLÓGICO 07-11-2008
















terça-feira, 28 de abril de 2009